top of page

Relógio de mesa George III em bronze dourado por Henry Borrell, para o mercado Chinês


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies

Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies O presente relógio, um autómato com repetição de quartos e mecanismo

musical, irá ser leiloado pela Christies por ocasião do “The Excepcional Sale”, e apresenta uma estimativa entre 300.000 e 500.000 libras.


Henry Borrell


John Henry Borrell (1757-1840) foi um relojoeiro huguenote suíço nascido em Couvet, perto de Neuchâtel (como Jean Henri Borel). Borrell migrou para Londres, onde se casou com Kitty Howe a 7 de maio de 1791 em St Dunstan-in-the-West, Fleet Street. Com endereço registado em 8 Aldersgate, mais tarde 5 Wilderness Row, acabou por se naturalizado por Lei do Parlamento em 1805. Borrell foi um dos vários Relojoeiros ingleses do final do século XVIII, cujo trabalho estava fortemente ligado ao mercado de exportação para o Próximo e o Extremo Oriente. O seu filho, Henry Perigal Borrell (1795-1851), comerciante e numismata, trabalhou na Turquia como agente do seu pai.



Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies

Caixa


A caixa deste relógio apresenta um contorno retangular com topo abobadado, entalhado e gravado em geral com faixas de folhagem e cabeças de flores, a que acrescem placas em relevo de pássaros e páteras ovais, os lados com ninhos de pássaros e base em madeira de ébano forrada a veludo.


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies


Dimensões


25 pol. (63,5 cm) de altura; 35 cm (13 3/4 pol.) de largura; 11 pol. (28 cm) de profundidade


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies


Mostrador


O mostrador em esmalte branco de seis polegadas com horas romanas e minutos árabes (de 5 em 5), ponteiros dourados, mandril superior esquerdo na placa frontal para acerto dos ponteiros, canto superior direito para seleção de melodias, com batida / alavanca silenciosa acima de 'XII'


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies


Movimento


O movimento com fuso e corrente de três trens tem seis pilares anelados apresenta um escape de roda de pino montado na platina traseira. O mecanismo toca os quartos sobre dois sinos e a hora num único sino. Uma das duas músicas do mecanismo musical recorre a oito sinos onde actuam quinze martelos. A platina traseira, profusamente gravada com folhagem e cabeças de flores, está assinada dentro de uma reserva oval 'Henry Borrell / London', o pêndulo com a lente gravada e numerado '4' no verso.


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies


Automaton


À hora, o obturador sob o mostrador sobe para revelar duas linhas de navios em movimento e hastes de vidro em espiral rotativas. O fundo de vidro foi pintado com árvores e uma ponte.


Henry Borrell, para o mercado Chinês @ Christies

Dimensões


25 pol. (63,5 cm) de altura; 35 cm (13 3/4 pol.) de largura; 11 pol. (28 cm) de profundidade


Proveniência:


Uma coleção privada francesa.



Relógios Musicais com Autómatos similares por Henry Borrell


Este relógio autómato em bronze dourado palaciano é instantaneamente reconhecível como sendo da autoria do relojoeiro londrino Henry Borrell, cujo excelente exemplo decorado com esmalte guilhochê do mesmo design detém o recorde mundial em leilão para um relógio inglês (vendido, Christie's, Hong Kong, Relógios Magníficos para a Corte Imperial Chinesa do Museu Nezu, 27 de maio de 2008, lote 1511, HK$ 36.167.500 / £ 2.355.000).




O relógio atual foi redescoberto numa coleção francesa e partilha muitos dos atributos típicos de Borrell identificáveis num pequeno mas distinto grupo de autómatos e relógios musicais deste estimado fabricante, e no qual se incluem as seguintes peças:


1 - Relógio do Museu do Palácio, Pequim; com remate de vaso em conformidade e topo arrebatado, volutas vazadas e aplicado com um pássaro ao pedestal, autómato de navios à vela (Lu Yangzhen (editor-chefe), Timepieces Collected by the Qing Emperors in the Palace Museum, Hong Kong, 1995, p. 100 ).



2 - Relógio Borrell com Derek Roberts, 1994; com remate cónico e topo varrido, lados retos e aplicados com pássaros, veleiros autómatos (D. Roberts, Mystery, Novelty and Fantasy Clocks, Atglen, 1999, p. 188, fig. 15-27).


3 - Relógio Borrell; com florão de vaso e tampo abobadado, lados retos, galeria dourada até ao pedestal, autómato de veleiros (vendido, Christie's, Nova York, 29 de outubro de 1990, lote 22; e subsequentemente; Bonhams, Hong Kong, 26 de novembro de 2019, lote 877, HK$ 3.875.625 / £ 385.327).


4 - Relógio não assinado; florão de vaso e tampo varrido, volutas vazadas, procissão figurativa e autómato em cascata (vendido, Christie's, Nova York, 28 de abril de 1990, lote 13).


5 – O relógio Robersons Gallery Borrell; com remate da roda de Catalina e topo abobadado, lados retos, galeria posterior prateada e pés de golfinho vazados, autómato de navios à vela (vendido, Christie's, Londres, 5 de julho de 2012, lote 36, £ 735.650).



6/7 – Os relógios Macartney Borrell; um par de relógios decorados com esmalte supostamente feitos para Lord Macartney e oferecidos por ele ao imperador Qianlong em 1793. Cada um com remate de roda de Catalina e topo arrebatado, volutas perfuradas, autómato de navios à vela (um vendido, Christie's, Londres, 6 de julho de 2001 , lote 39, o segundo vendido Christie's, Nezu Museum (op. cit.).


Henry Borrell também produziu uma série de relógios de mesa menores, musicais e autómatos, relacionados (por exemplo, Christie's, Hong Kong, 27 de maio de 2008, lote 1515). Esses relógios (para além do número 4 acima) partilham a principal característica de design dos navios à vela para as aberturas do autómato; vários navios de metal pintado apresentam-se presos a duas finas correntes de relógio e movem-se em direções opostas entre hastes de vidro giratórias para simbolizar o comércio entre o Oriente e o Ocidente.


Para mais informações visite a Christies aqui.

32 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page