top of page

Sothebys leva a leilão Relógio Autómato de 1780 por William Carpenter para o mercado Chinês


@ Sothebys


A Sothebys incluiu no seu leilão “The One” de 23 de Janeiro um relógio autómato musical ao estilo George III. Uma peça fabricada para o mercado chinês pelo relojoeiro londrino William Carpenter, e datada de 1780. A peça, cuja estimativa é de 200 a 300.000 USD vem acompanhada da seguinte informação:

Com o desenvolvimento das rotas comerciais internacionais no século XVI, e o estabelecimento das empresas comerciais das Índias Orientais na Inglaterra, Holanda, Dinamarca e França no século XVII, grandes quantidades de produtos, incluindo sedas, laca e especialmente porcelana da China, foram exportadas para o Ocidente. onde foram muito valorizados pelas suas qualidades decorativas e exóticas. Em geral, o intenso fascínio europeu por todas as coisas chinesas não era correspondido pela Corte Imperial da China, com a notável exceção dos relógios capazes de operar de forma independente, uma forma de tecnologia desconhecida dos chineses na época.


@ Sothebys


O missionário jesuíta Matteo Ricci (1552-1610), o primeiro europeu a entrar na Cidade Proibida em Pequim, fez questão de oferecer ao imperador Wanli dois relógios de carrilhão durante uma visita em 1601, e que causaram sensação na corte. Os relógios passaram a ser apelidados de zimingzhong (sinos auto-soados) em chinês, que os ingleses mais tarde chamariam de 'sing-songs'. A partir deste momento, todas as futuras missões comerciais e evangélicas dos europeus à China passaram a incluir relógios como tributo ao imperador, e muitos altos funcionários adquiriram relógios aos mercadores de Hong em Cantão, que por sua vez os adquiriam aos comerciantes da Companhia das Índias Orientais. Ambos os imperadores Kangxi (reinou entre 1661-1772) e Yongzheng (reinou entre 1722-1735) eram colecionadores ávidos e, com a ajuda de missionários jesuítas e alguns protótipos ocidentais disponibilizados para estudo, foram capazes de desenvolver uma indústria local de fabricação de relógios. Uma carta do jesuíta e relojoeiro francês Valentin Charlier, datada de 1736, observou que 'o Palácio Imperial está cheio de relógios europeus, vários tipos e tamanhos de relógios e carrilhões, todos feitos pelos melhores artesãos de Paris e Londres. Existem mais de 4.000, e eu limpei ou consertei a maioria deles'.


@ Sothebys

O Imperador Qianlong (reinou entre 1735-1796) colecionava relógios e 'músicas' de forma apaixonada, se não mesmo obsessiva. Ele era mais atraído por relógios com funções musicais e automáticas do que pela sua vertente de precisão ou cronometria. O comércio relojoeiro de Londres em particular, respondeu a esta procura produzindo modelos especificamente adaptados ao mercado chinês, muitos dos quais estão hoje no Museu do Palácio de Pequim. Ao longo do século XVIII, diversos visitantes ocidentais comentaram a vasta quantidade de relógios da coleção imperial, entre eles George Staunton, secretário da importante Embaixada Macartney na Corte Chinesa em 1793, que comentou o seguinte:

“Peças extraordinárias de mecanismo engenhoso e complicado... eram exportadas anualmente em quantidade considerável. Muitos desses artigos caros, obtidos pelos mandarins, sob a promessa de proteção dos seus inferiores, acabaram por chegar aos palácios do imperador e dos seus ministros, na esperança de obter o favor dos seus superiores"

(citado em Catherine Pagani, Magnificência do Ocidente e Engenhosidade Europeia, Ann Arbor 2001 p. 102).


@ Sothebys

O Relógio proposto pela Sothebys apresenta um estilo George III, prateado e dourado em bronze e metal prateado com um quarto de batida musical. O relógio e o movimento datado de 1780, construído por William Carpenter, Londres, foram feitos para o mercado chinês.


@ Sothebys

O mostrador esmaltado de 4,1/2 pol. Está ladeado por mostradores menores indicando Strike/Silent e seis variações musicais (Song/Jigg/Minuette/Dance/Jigg/Dance), a placa circular prateada gravada 10 de março de 1780 (parcialmente escondida pelo mostrador subsidiário) e recortado por uma galeria encimada por uma arcada revelando duas fileiras de figuras de autómatos dourados que se movem frente a um fundo pintado. O movimento apresenta três trens de engrenagens com fuso e corrente e pinos externos paralelos às platinas. A música é tocada com recurso a oito sinos visíveis, tocados por martelos segurados pelas mãos de quatro músicos dourados, duas damas e dois cavalheiros, ricamente trajados. Um terceiro homem atrás, de pé, com um guarda-sol erguido esconde os sinos dos quartos e das horas. A platina principal assinada por William Carpenter London foi decorada com ramos de folhas enrolados e cesto de frutas. A caixa externa deste relógio apresenta esculturas com cornucópias de cada lado, um avental de acanto e quatro suportes de volutas. A base orlada com seis urnas e guirlandas de flores amarradas com fita descansa nas costas de quatro elefantes assentes sobre um suporte de ébano associado posteriormente a este relógio.

Medidas 94,6 cm.; 53,4 cm.; 36,2 cm.


A peça apresentada pela Sothebys apresenta semelhanças com os seguintes modelos.

Relógio Autómato Musical de William Carpenter, ca 1780, Londres - V&A @ Sothebys

Relógios importantes destinados ao Imperador eram por vezes produzidos aos pares, e um relógio autómato de modelo idêntico, também com movimento de William Carpenter e com alguns elementos florais adicionais, encontra-se hoje no Victoria & Albert Museum, Londres (Fig. 1; M.1108 -1926; ilustrado em Ian White, English Clocks for the Eastern Markets, Ticehurst 2012, pp.231-32, figs. 8.21a-e). A versão exposta no V&A tem um mostrador totalmente pintada e elementos florais adicionais e de contas em pasta que emanam dos vasos, assim como uma secção adicional de bronze dourado e patinado acima do tambor que esconde os sinos abaixo das figuras, que podem estar em falta no presente lote da Sothebys. O relógio no V&A também é totalmente dourado, enquanto que o lote atual é principalmente prateado, com vestígios de dourado na base e nos elefantes, sendo possível que a caixa fosse originalmente parcial ou totalmente dourada.


Par de relógios Autómatos Musicais de William Carpenter, ca 1780, Beijing, The Palace Museum @ Sothebys


Foi fornecido um par de relógios autómatos musicais quase idênticos ao Imperador Qianlong com movimentos de William Carpenter, com uma única figura marcante acima do tambor e os rostos representando uma composição arquitectônica muito semelhante, tradicionalmente considerada como a fachada da Carlton House, a residência do Príncipe de Gales em Londres. As peças estão agora no Museu do Palácio em Pequim (Fig. 2; uma ilustrada em 淸宮钟表集萃: 北京故宮珍藏 [Relógios e relógios da dinastia Qing da coleção na Cidade Proibida], Pequim 2002, p . 152). Outro par de relógios autómatos em bronze dourado de Carpenter de tamanho comparável e na forma de um grande palco encimado por uma roda de Catarina, está também exposto no Museu do Palácio (um ilustrado em Simon Harcourt-Smith, A catalog of various clocks, watchs, automata, e outros objetos diversos de artesanato europeu datados dos séculos XVIII e início do século XIX, no Museu do Palácio e no Wu yingtien, Pequim, 1933 Fig. XII).


Esq: relógio autómato musical atribuído a William Carpenter, antiga colecção Hochshild, Londres @ Sothebys

Dta: relógio autómato musical de William Carpenter, Halim Time & Glass Museum, Evanston, Illinois @ Sothebys

Finalmente, dois outros autómatos de bronze dourado relacionados, com movimentos de Carpenter e a mesma composição de uma secção de sinos com mostrador principal flanqueado por mostradores subsidiários de toque/silêncio e seleção de melodia acima, apresentam uma construção semelhante em arcada com figuras em movimento: um anteriormente na Coleção Hochschild (Fig. 3); outro vendido pela Sotheby's London em 6 de julho de 2011, lote 100, que teve a base substituída posteriormente (Fig. 4); que está agora no Halim Time & Glass Museum, Evanston, Illinois, e agora com uma base de reprodução estilisticamente correta (ambos ilustrados em White, p.232, figs. 8.22, 8.23).

Para mais informações, visite a página do Lote no sitio da Sothebys aqui.

45 visualizações0 comentário

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
bottom of page