top of page

Watch Art Grand Exhibition da Patek Philippe será em Tóquio em 2023


@ Patek Philippe


Será a sexta das Grandes Exposições, e a Patek Philippe escolheu um dos seus principais mercados: o Japão. De 10 a 25 de junho de 2023, o público e os apreciadores da marca poderão mergulhar no mundo singular desta manufactura e empresa familiar. Serão mais de 2.500 metros quadrados de exposição que deverão proporcionar aos visitantes um ar das ruas de Genebra e do seu famoso lago, transportando-as aos bastidores da própria Patek Philippe. Será a maior exposição alguma vez organizada pela manufactura, onde não irão faltar os habituais lançamentos de edições limitadas dedicadas.


O Sumitomo Sankaku Hiroba - o local da exposição @ Patek Philippe

Como uma das principais herdeiras da grande tradição relojoeira genebrina, a Patek Philippe deu sempre uma grande importância ao acto de partilhar a sua paixão pela alta relojoaria, principalmente através destas exposições. Nos anos de 1970 a 1980, no auge da crise do quartzo, a manufatura teve um papel preponderante na recuperação da imagem do relógio mecânico, com exposições itinerantes sobre temas como “A mão criativa” ou o “O relógio como obra de arte". Foi há exatamente 10 anos que a Patek Philippe inaugurou o conceito das Grandes Exposições abertas ao público, com entrada gratuita.


Com cada uma das cinco edições organizadas até à data, os eventos aumentaram de dimensão e abrangência, acolhendo um total de cerca de 165 000 visitantes. Depois do Dubai em 2012, Munique em 2013, Londres em 2015, Nova York em 2017 e Singapura em 2019, a Patek Philippe escolheu a cidade de Tóquio para a sua sexta Grande Exposição. Historicamente, o Japão representa um mercado-chave para a marca – um mercado de verdadeiros conhecedores.


@ Patek Philippe

Uma decoração excepcional


Com abertura prevista para sábado dia 10, e encerramento a 25 de junho de 2023, a Patek Philippe Watch Art Grand Exhibition Tokyo 2023 irá decorrer num local emblemático da cidade anfitriã. O Sumitomo Sankaku Hiroba, localizado entre as altas torres do distrito comercial de Nishi-Shinjuku fica a apenas alguns passos da estação de Shinjuku, a estação ferroviária mais movimentada do Japão, que recebe cerca de 3,5 milhões de passageiros por dia. A exposição, dividida em dez áreas temáticas, irá permitir ao visitante uma viagem de descoberta pelo universo da Patek Philippe.


@ Patek Philippe

Toda a coleção atual, incluindo a coleção Rare Handcrafts


A Patek Philippe Watch Art Grand Exhibition Tokyo 2023 reunirá cerca de 500 relógios e objetos de excepção. Em particular, será possível ver toda a coleção atual da manufactura. A colecção Rare Handcrafts (que inclui peças com pintura em miniatura sobre esmalte, esmalte cloisonné, gravura à mão, micro marchetaria em madeira, guilhoché executado à mão e cravação), estarão também em exposição, com um magnífico conjunto de cerca de cinquenta e uma peças únicas e edições limitadas (relógios de mesa abobadados, relógios de bolso e relógios de pulso) inspiradas na cultura japonesa e no seu magnífico repertório artístico.


@ Patek Philippe


Preciosidades do Museu Patek Philippe


A exposição irá também incluir uma seleção de cerca de 190 peças pertencentes ao Museu da Patek Philippe em Genebra. Peças da “Coleção de Antiguidades” (século XVI ao início do século XIX) incluirá alguns dos relógios mais antigos do mundo e inúmeras obras-primas técnicas e estéticas que ilustram a história da relojoaria. As peças da “Patek Philippe Collection”, em representação da herança da manufactura, apresentarão o primeiro relógio de pulso com calendário perpétuo, lançado pela Patek Philippe em 1925 (nº P-72), o World Time 1415 HU de 1948 (nº. P-1026) e um relógio de bolso com repetição de minutos e reserva de marcha de 30 dias de 1918 que pertenceu ao grande coleccionador James Ward Packard (nº P-1703). Uma nova secção intitulada “Proprietários Históricos” irá permitir aos visitantes admirar um relógio pendente apresentado à Rainha Vitória durante a Grande Exposição de Londres de 1851 (nº P-24), assim como outros relógios pertencentes a personalidades famosas.



@ Patek Philippe

Uma reunião excepcional de obras-primas da relojoaria

Uma das salas da exposição será dedicada à apresentação da vasta colecção de movimentos da Patek Philippe, incluindo uma nova área dedicada às diversas etapas envolvidas na produção destas peças, e uma outra dedicada à importante área da pesquisa e desenvolvimento. Um grande espaço será ainda reservado aos relógios complicados, um dos redutos mais importantes da manufactura, onde, pela primeira vez numa Grande Exposição, será possível visitar uma seção exclusiva dedicada às Supercomplicações (como o Calibre 89 e o Star Calibre 2000). O espaço irá igualmente incluir o “Master of Sound”, uma área que irá contar com peças como o Patek Philippe Grandmaster Chime, com 20 complicações, e o Sky Moon Tourbillon Ref. 6002R-001. Aqui será também possível conhecer os mestres relojoeiros da Patek Philippe, que farão demonstrações e estarão disponíveis para explicar o que for necessário. Neste espaço será ainda possível conhecer algumas peças de excepção cedidas por coleccionadores japoneses para a exposição.


@ Patek Philippe

Uma variedade de edições limitadas


Da mesma forma que as exposições que a antecederam, a Grande Exposição de Tóquio será acompanhada pelo lançamento de edições limitadas em todos os segmentos da colecção Patek Philippe, incluindo algumas novidades técnicas mundiais. Um evento a merecer claramente uma deslocação ao pais do Sol Nascente.


@ Patek Philippe

Para mais informações visite a Patek Philippe aqui.

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page