top of page

OX - NOT JUST A BOX - IV

Atualizado: 25 de jul. de 2022

Olá a todos,

com dois protótipos finalmente acabados (ver artigos anteriores, OxBox-cubo e FoxBox-esfera), iniciou-se uma nova aventura, a produção de um produto final.

Já desde há muitos anos, que quando quero aprender alguma coisa utilizo plataformas como o youtube ou outras parecidas. Foi assim que quase obsessivamente absorvi centenas de horas sobre, electrónica, mecânica, impressão 3d, e tantas outras curiosidades interessantes.




DO DIGITAL AO ARTESANAL


No entanto foi com surpresa que, quando comecei finalmente a meter a mão em materiais mais nobres como madeira, cortiça, pele, metal, entre outros, que me apercebi que tinha de desligar o ecrã e procurar no mundo físico a sabedoria artesanal.


Assim surgiram também novas amizades, amigos pertencentes a uma geração a quem os ecrãs de computador não diz muito, a sua sapiência vem da experiência do “fazer” e de observarem e aprenderem em primeira mão de outros mestres.


OS MESTRES

Para mim que sempre celebrei Cesário Verde tanto intelectualmente como de forma tangível, o trabalho manual é prazeroso. Foi então, de forma aberta, que caminhei pela serração do “Sr. Zé”, hoje em dia apenas uma sombra do seu esplendor passado, quando recebia madeiras vindas das ex-colónias Portuguesas. É igual o conforto que recebo ao visitar a oficina do Sr. Daniel Nascimento, já reformado da marinha, mantendo viva a sua paixão por tornearia mecânica de madeira. O trato simples e genuíno destas pessoas que apresentam as mãos calejadas de uma vida de trabalho físico sempre me trouxe conforto, mesmo tendo eu uma experiência de vida oposta.

Não há dúvida que vivemos num mundo previligiado pela intensidade tecnológica, mas não consigo deixar de apreciar o sentimento inspirador (in spirito) que é produzir objectos de forma mais artesanal em que a destreza manual é uma capacidade afinada até à exaustão. Sinto imediatamente a ligação antiga e evolutiva entre o ser humano e as suas mãos, as nossas ferramentas mais primitivas.


O MELHOR DE DOIS MUNDOS

Todos os componentes da Ox-Box foram desenhados com softwares potentes que não existiam no tempo dos meus avós. Nessa altura era a folha, o lápis e a sua imaginação que lhes valia. A maior parte das engrenagens e estrutura interior da OX-Box, foi impressa em 3D, no entanto, nos materiais exteriores por insistência minha, seguiram um caminho mais trabalhoso, mas também mais recompensante. Todos os painéis exteriores, assim como a base, são feitos em carvalho americano. Embora grande parte seja feita com uma CNC fresadora, existe também um trabalho bastante minucioso (algumas peças têm 3mm de espessura) que consiste em lixar, rectificar, colar e neste caso encerar. Este processo tem sido um enorme prazer por um lado, e uma experiência dura a aprender pelo outro. A madeira, ao contrário do plástico, é teimosa, muda de forma, incha, encarquilha, tem diferentes durezas, toques diferentes, cheiros diferentes. É também por essa razão que é prazeroso de senti-la nos nossos sentidos, uma ligação perfeita entre a natureza e o artifício humano.


O FORRO DAS NAVES

As naves onde os relógios se colocam foram forradas com cortiça, o que não deixa de ser madeira mas, mais suave e perfeita, por forma a não riscar os nossos relógios de pulso. A minha primeira tentativa passou por usar um corte a laser para obter os painéis necessários, mas rapidamente percebi que, se queria algo bem feito, mais uma vez, teria que voltar a utilizar as mãos e uma tesoura. No futuro gostaria de experimentar forrar com alcantara ou outro tecido, o que seria mais uma oportunidade para aprender, anseio por esse novo desafio.


INCENTIVO

Sem dúvida que estou a desfrutar desta viagem e espero que estas dissertações despertem em alguns de vos a vontade de explorar mais as capacidades manuais e criativas que o ser humano teimosamente transporta no seu código genético.


Um abraço Pedro.




AGRADECIMENTOS

Embora ainda longe de ser concluída, agradeço o trabalho em curso magnífico do Daniel Nascimento na produção de uma esfera oca que capaz de acomodar o mecanismo da FoxBox (esfera).

As seguintes pessoas foram essenciais num ou mais pontos destas criações e como tal quero que saibam o valor que isso tem para mim, julgo que muitas vezes as pessoas nem se apercebem como pequenos gestos ou um pouco do seu tempo pode ser tão importante para os que os rodeiam.


Tiago Moura - incrível marceneiro de uma gentileza inigualável, alguém que, sem me conhecer de lado nenhum, estendeu imediatamente uma mão amiga


Sr. Zé - sabe trabalhar a madeira como pouca gente, ajudou imediatamente com prazer notório


Daniel Nascimento - é emocionante o prazer que tem em trabalhar madeira com o torno, mais uma pessoa cujo único motivo na ajuda que oferece é o próprio prazer que retira da criação das peças, algo raro de se ver hoje em dia.


Mestre Paulo Anastácio - despertou em mim a vontade para trabalhar a madeira de forma mais manual desformatando o meu preconceito de usar apenas máquinas, o incentivo ao rigor é algo muitas vezes desprezado pelo povo português e a ele agradeço esse apontamento.


Gonçalo e Mateus da Reparar o tempo - obrigado pelo profissionalismo e completa disponibilidade para ajudar em várias dúvidas e coisas que foram precisas.


Alexandre Melo - se alguém tem prazer a trabalhar a pele é este senhor, sempre disponível para ajudar quando é preciso.


Nuno Margalha - não só trabalha a pele de forma incrível mas é um incentivador nato, leva a que as pessoas vivam os seus projectos, sem ele estes artigos não existiam, obrigado.


André Sampaio da watchgarage - um exemplo de como criar artigos em pele de um gosto e execução sem par, prontamente disponibilizou trabalhos seus que foram muito inspiradores para mim.


Humberto (Aumert) - mestre na mecatrónica e maquinação de metais, uma ajuda essencial na produção de algumas peças em aço endurecido.


José Miranda - o seu bom gosto e experiência no mundo das artes e artigos de horologia. Uma ajuda muito preciosa de forma geral. Alguém com uma paixão impar que o tem movido notoriamente contra tudo e todos, para chegar onde acredita.


Bruno Candeias - um fotografo incrível com uma paixão enorme por relógios, que desde o início me motivou e demonstrou interesse no projecto, mesmo quando ainda não passava de uma mamarracho colorido e feioso.


Alexandre Carreira - uma pessoa com óptimo bom gosto e com uma paciência gigante para discutir comigo muitos dos detalhes de design e estratégicos.


Lourenço Salgueiro - mais uma pessoa sempre disponível para ajudar quando é preciso, a prova que às vezes só a paciência de indicar um caminho ou ter alguém a quem pedir ajuda pode ser em si uma grande ajuda.


Joao Pancada - um amigo de infância, incentivador, alguém que define o que é ser bem sucedido, um apoio que transmite a confiança necessária que é preciso em projectos destes para ir um pouco mais além da simples atitude de entusiasta.


Tia Joana - é normal a família apoiar de forma incondicional os maluquinhos do seu seio, mas neste caso é algo mais, sente-se o seu genuíno interesse não só em ajudar mas em perceber o que raio eu estou a fazer.

Obrigado a todos e aos leitores,

Pedro

91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια

Βαθμολογήθηκε με 0 από 5 αστέρια.
Δεν υπάρχουν ακόμη βαθμολογίες

Προσθέστε μια βαθμολογία
bottom of page