top of page

Vacheron & Constantin | Repetição de Quartos e Horas | 1832 | Ouro 18Kt

Atualizado: 13 de jun. de 2022

Série: GRANGES MARCAS


 

Por Sílvio Pereira



  • Relógio de Bolso tipo Lepine. Datado de 1832

  • Funções: Horas, minutos, repetição de horas e quartos

  • Número de Série: 36584

  • Manufactura: Vacheron & Constantin

  • País - Suiça

  • Calibre: Formato Pontes serpentinas ou radiantes. S/ número

  • Protecção do movimento: Guarda pó em ouro de 14Kt.

  • Tipo de Escape: Cilindro

  • Balanço: Bimetálico, com espiral plana

  • Reserva de Marcha: 30 horas

  • Frequência: 18000 A/h

  • Rubis: 4

  • Material da caixa: Ouro de 18 Kt

  • Mostrador: esmalte sem imperfeições ou cabelos

  • Pequenos segundos: Não tem

  • Diâmetro da caixa: 44mm

  • Espessura: 12mm

  • Peso: 55,20g

  • A mola real é accionada através de chave no movimento ligada ao tambor

  • Ponteiros: Tipo Breguet. Accionados por chave directamente através do movimento

  • Numerais: Romanos para as horas. Indexes para os minutos

  • Vidro: Em óptimo estado

  • Numeração da tampa de caixa: 36584

Apreciação geral - Relógio de uma das marcas mais importantes e mais antigas da relojoaria mundial, em óptimo estado geral de conservação atendendo ao facto de ter 190 anos de idade. Em perfeito estado de funcionamento.


 

Outros exemplares da colecção


Vacheron & Constantin | 1907 | Prata




A história da Vacheron Constantin


A empresa em que se tornaria a Vacheron Constantin foi fundada em Genebra, Suíça, por Jean-Marc Vacheron em 1755.


A tradição relojoeira de Genebra


Durante o século 16, Genebra foi construindo a sua reputação como um importante centro relojoeiro da Europa. A área era excepcionalmente rica em talento artesanal e know-how, mas uma das principais razões para a implantação desta industria nesta parte do globo era principalmente política.


Depois do estabelecimento do teólogo e pastor francês João Calvino em Genebra em 1541, a cidade tornou-se um refúgio para os seus seguidores e outros protestantes. Consequentemente, os protestantes que fugiam da perseguição religiosa procuraram refúgio na área de Genebra. Com o tempo, a influência da cidade cresceu a ponto de ser amplamente considerada a “ Roma Protestante ”.


Assim, imigrantes protestantes franceses, ingleses, alemães e italianos, bem como cidadãos de outras partes da Suíça, afluíram a Genebra. Muitos eram artesãos habilidosos que enriqueceram profundamente a cultura e as tradições locais desta cidade.


Um marco extraordinário na cultura de Genebra foi a “ fabrique genevoise ” – a indústria relojoeira de Genebra. Relógios habilmente trabalhados foram produzidos em oficinas particulares em toda a cidade, cada uma liderada por um Maître (“Mestre”).


Esboço de Saint-Gervais em 1700; imagens cortesia da Vacheron Constantin


Muitos relojoeiros e joalheiros trabalhavam no bairro de Saint-Gervais , em Genebra. As fábricas de relógios eram geralmente localizadas nos andares superiores das casas para receberem a iluminação natural ideal para tarefas complexas de relojoaria.


As salas iluminadas e altas, reservadas aos especialistas em relógios, foram apelidadas de “armários”, de modo que os artesãos que trabalhavam na relojoaria eram conhecidos como “cabinotiers”.


Aqueles que procuravam uma carreira na indústria geralmente pretendiam tornar-se etablissuers ou mestres relojoeiros (“ maîtres horloger” ).


Etablissuers compravam as peças em oficinas especializadas, montavam-nas em relógios e, depois de acabados, vendiam-nos ao público. Os Mestres Relojoeiros eram especialistas, dedicando as suas vidas a aperfeiçoar o ofício de um ou alguns componentes de relógios.


Oficina da Família Vacheron


Jean-Marc Vecheron


Aos vinte e poucos anos, Jean-Marc Vacheron já era um mestre relojoeiro realizado.


Assim, em 1755, com apenas 24 anos, Vacheron fundou sua própria oficina independente.


Pouco depois, contratou o seu primeiro aprendiz, Esaïe Jean François Hetier.


De fato, o contrato de aprendizagem entre Vacheron e Hetier, assinado em 17 de setembro de 1755, é considerado a “certidão de nascimento” oficial da empresa.


Como muitas empresas relojoeiras pioneiras, a oficina Vacheron começou por produzir principalmente relógios de mesa, parede e relógios de bolso.


Primeiro relógio de Bolso produzido por Vacheron


O mais antigo relógio conhecido criado pela Vacheron foi um elegante relógio de bolso prateado de 1755 assinado com o seu nome.


A oficina tornou-se conhecida por desenvolver relógios de bolso de beleza excepcional, desde as caixas, guarda pós até aos próprios movimentos.


Em 1785, Vacheron entregou a oficina ao seu filho Abraham.


Abraham era talentoso nos negócios e na diplomacia, bem como na relojoaria.


Habilmente manteve a oficina em pleno funcionamento, apesar das dificuldades consideráveis ​​durante a Revolução Francesa.


Abraham também fez questão de partilhar o seu conhecimento e experiência com seu próprio filho, Jacques-Barthélemy Vacheron, mantendo forte a tradição relojoeira da família.


No final do século XVIII, as oficinas da Vacheron desenvolveram muitas inovações, incluindo algumas das primeiras complicações de cronometragem. Na relojoaria, uma complicação é qualquer função adicional além da exibição de horas e minutos.


Acima, é mostrado um movimento de relógio de parede construído em 1790, assinado “Vacheron à Genève” que apresenta uma complicação de dia-data. Observe-se as belíssimas gravuras ornamentais “arabescos”, evidência de que o detalhe sofisticado era típico dos movimentos da Vacheron já naquela época.


Aventurando-se além das fronteiras suíças


Em 1810, Jacques-Barthélemy Vacheron assumiu a liderança dos negócios da família. Sob seu comando, a empresa continuou a explorar novas complicações e outras inovações históricas.


Por exemplo, as oficinas da Vacheron começaram a produzir relógios que tocavam música – até com duas melodias diferentes à escolha!


Jacques-Barthélemy também coordenou as primeiras exportações das oficinas da Vacheron, fornecendo relógios Vacheron a compradores em França e Itália.


Alguns desses compradores foram incrivelmente influentes, o que ajudou a impulsionar o nome Vacheron no exterior. Um cliente particularmente poderoso da Vacheron foi o príncipe Charles-Albert de Carignano. Charles-Albert mais tarde tornou-se rei da Sardenha, e seu filho, Victor Emmanuel II , foi o primeiro rei de uma Itália unida.


Nome e lema da Vacheron Constantin



Francois Constantin


Em 1819, Jacques-Barthélemy Vacheron decidiu que partilhar a liderança com um parceiro de confiança beneficiaria muito o negócio da família.


Escolheu François Constantin, um empresário astuto que também nutria uma profunda paixão e apreço por relógios finos.


A empresa era então conhecida como “Vacheron & Constantin” e mais tarde simplesmente como “Vacheron Constantin”.


Graças ao talento de Constantin para encontrar novos mercados lucrativos, a esfera de influência da marca cresceu constantemente.


Trabalhou incansavelmente, viajando continuamente durante mais de três décadas na procura de novos clientes e oportunidades de marketing para a Vacheron Constantin.


Os esforços diligentes de Constantin e Vacheron para expandir a base de clientes de sua marca rapidamente obtiveram resultados. Na década de 1830, a Vacheron Constantin foi abrindo escritórios de vendas nos Estados Unidos, Brasil e Cuba.


Assim como Jacques-Barthélemy e os seus ​​ancestrais Vacheron, Constantin acreditava profundamente na procura da perfeição e melhoria constante. Essa filosofia de princípio ficou imediatamente aparente numa carta comercial inicial que Constantin enviou a Jacques-Barthélemy, datada de 5 de julho de 1819.


Um sentimento em particular desta carta captou perfeitamente o espírito da empresa: “Faça melhor se possível e isso é sempre possível. ” Na verdade, esse tornar-se-ia mais tarde o lema oficial da empresa Vacheron Constantin.


Avanços técnicos através do pantógrafo de Leschot


A Vacheron Constantin era conhecida há muito tempo pelo estilo imbatível e pela arte decorativa. No entanto, durante o século XIX, a marca também foi ganhando reconhecimento pelos consideráveis ​​méritos técnicos dos seus relógios.


Em 1839, a Vacheron Constantin contratou o engenheiro Georges-Auguste Leschot para ajudar a melhorar os seus métodos de produção. Leschot desenvolveu instrumentos inovadores que revolucionaram a relojoaria, não apenas para a Vacheron & Constantin, mas para a indústria suíça como um todo.


Uma das invenções mais conhecidas de Leschot foi o pantógrafo, uma máquina que permite aos relojoeiros reproduzir com precisão projetos de peças de relógios.


Pantógrafo de Leschot


Mais importante ainda, o pantógrafo permitiu a padronização das placas de base (platinas) e outros componentes essenciais do movimento. Foi o primeiro passo para o desenvolvimento de métodos confiáveis ​​de produção de peças intercambiáveis, um verdadeiro momento decisivo na relojoaria.


De fato, o pantógrafo foi declarado a invenção de “maior valor para a indústria de Genebra” em 1844. Rendeu a Leschot e à Vacheron Constantin o prestigioso Prémio "De La Rive" daquele ano.


Concursos de precisão e logotipo da Cruz de Malta da VC A popularidade das competições de precisão do observatório em 1800 levou os relojoeiros a alcançar níveis cada vez mais altos de precisão e confiabilidade na cronometragem.


Inovações de Leschot e outros engenheiros talentosos tornaram a Vacheron Constantin bem equipada para se destacar nessa procura altamente competitiva.


Um relógio de bolso vintage Vacheron Constantin premiado


A partir de 1872, a empresa começou a ganhar cobiçados prémios de cronometria do Observatório de Genebra, comprovando a sua impressionante competância técnica.


De fato, a Vacheron & Constantin escolheu o seu famoso logotipo da Cruz de Malta, registado em 1880, para simbolizar sua eterna “procura da precisão”.


O símbolo da Cruz de Malta é uma insígnia antiga, usada com mais destaque em brasões de várias ordens de cavaleiros.


No entanto, o logotipo da marca foi na verdade baseado numa peça de relógio vintage. Mostrado acima à esquerda, é um componente de movimento de estabilização de mola real com uma forma semelhante.


Distinções Notáveis ​​da Manufactura


Ao longo do século 20 e até à presente data, a Vacheron Constantin continuou a impressionar os apreciadores de relógios em todo o mundo com requinte e conhecimento técnico de ponta.


A empresa também expandiu suas linhas de produtos e desenvolveu novas especialidades, como calibres e relógios ultrafinos e outros.


Em 2015, a Vacheron Constantin comemorou seu 260º aniversário. Hoje, sob o enorme conglomerado de bens de luxo com sede na Suíça, Richemont, continua a dominar o mercado global de relógios de alta qualidade.



107 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page