top of page

A De Bethune apresenta o “Projeto Cronometria Sensorial”


Trata-se de um projeto totalmente inovador e inédito, destinado a permitir que os clientes da marca suíça possam adquirir um modelo que foi ajustado especificamente considerando o seu tipo de utilização pessoal. Com este processo o Atelier de Cronometria da De Bethune cria uma métrica especifica para movimentos de pulso, posições, choques, assim como temperatura ambiente, higrometria e pressão atmosférica entre outras.

Carlos Torres


imagem @ De Bethune

Para arrancar com este processo, a De Bethune irá permitir a alguns dos seus clientes a possibilidade de adquirir um DB28GS Grand Bleu, fornecendo antecipadamente um relógio de testes equipado com uma elevado número de sensores que serão capazes de registar o ambiente assim como o comportamento específico do utilizador.



imagem @ De Bethune

Apenas duas semanas de uso deste relógio de teste serão suficientes para recolher todos os dados necessários, permitindo que a “De Bethune Chronometry Workshop” na Suíça analise o tipo de utilização e, assim, ajuste o relógio segundo parâmetros especificamente adaptados ao seu novo proprietário. A informação de cada relógio de teste será recolhida a cada poucos segundos. Os utilizadores apenas terão de usar o relógio de teste nas mesmas condições que o seu futuro relógio irá ser sujeito, e carregá-lo regularmente.


Aproximadamente 2.000.000 de dados por hora serão obtidos por cada relógio de testes, que serão adicionadas a um banco de dados no “Chronometry Workshop”. A De Bethune, irá posteriormente analisar as condições reais a que cada relógio foi sujeito, podendo assim ajustá-los com precisão em relação a essas especificações.


imagem @ De Bethune


Para este efeito, a De Bethune instalou um braço robótico dentro da sua Manufatura em L'Auberson. Posicionado dentro de uma câmara atmosférica e utilizando tecnologia de ponta, o dispositivo deverá receber todos os dados recolhidos pelos sensores do relógio de teste e, assim, recriar com precisão os movimentos do utilizador no seu ambiente específico.


Ao reproduzir desta forma o ambiente futuro a que o relógio irá estar sujeito, a De Bethune terá a possibilidade de efectuar um ajuste cronométrico personalizado (cronograma de precisão) ainda antes de entregar o novo relógio ao seu proprietário.


Uma nova visão da cronometria


Denis Flageollet, mestre relojoeiro e cofundador da De Bethune, tem uma verdadeira obsessão pela procura constante dos mais altos padrões de precisão para todos os seus relógios. Com este programa baptizado de "Projeto Cronometria Sensorial", Flageollet está claramente a criar uma nova visão para a cronometria na relojoaria mecânica.


imagem @ De Bethune


Segundo a De Bethune, toda a indústria relojoeira actual, no que se incluem as certificações mais reconhecidas da actualidade, trabalha apenas no ajuste através de médias e testes estáticos que não levam em consideração o desgaste dinâmico e a utilização diária e específica de cada relógio.


A De Bethune optou pelo caminho da personalização e do ajuste único baseado no desgaste que não é teórico nem ditado por uma máquina, mas sim medido em condições reais às quais cada um dos seus relógios irá estar submetido. Cada De Bethune que beneficiar do ajuste cronométrico personalizado, deverá sair do atelier acompanhado por um relatório especifico detalhando todos os dados utilizados para o seu ajuste.



Resumindo, os futuros clientes de um relógio De Bethune que solicitarem o ajuste do seu relógio terão simplesmente que usar uma peça de testes no pulso durante um período de duas semanas. Apesar de este serviço se inserir num contexto ainda muito exclusivo de produção de apenas poucos relógios por ano, a marca prevê um alargamento gradual do conceito à restante produção.

67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page