top of page

Ciga Mount Everest

Na relojoaria actual, complicações como um turbilhão não eram acessíveis a qualquer pessoa, pode-se dizer mesmo que só seria possível ter um turbilhão se fossemos dos altos escalões da sociedade. Neste momento a marca Ciga Design aceitou o desafio de criar um turbilhão para um entusiasta da classe média, o Tourbillon Mount Everest Homage Edition.



Com uma caixa em titânio com 45 mm o CIGA Design Central Tourbillon Mount Everest Homage Edition é suscetível de ter uma presença arrojada, mas a sua forma totalmente sem saliências deverá torná-lo um pouco mais acessível para pulsos mais pequenos. A luneta muito simples com acabamentos escovado circular e adornada com um triângulo ás 12 horas e o logótipo da marca gravados ás 6 horas. O fundo deste relógio é em vidro de safira com um texto gravado "Não é a montanha que conquistamos, mas nós próprios", está frase é atribuída a Sir Edmund Hillary, o primeiro homem a atingir o pico mais alto do mundo o Monte Evereste.



Para o mostrador do Central Tourbillon Mount Everest Homage Edition, a CIGA Design opta por uma mistura excêntrica de minimalismo. Não há escalas ou marcadores para marcar a superfície do mostrador, e o único elemento impresso no mostrador é uma silhueta estilizada do Monte Evereste às 12 horas com uma pequena linha de texto que indica a altura do cume em metros. Isto dá à própria superfície do mostrador uma imensa quantidade de espaço visual, permitindo que a textura e a nuance do material ganhem destaque. Este mostrador é feito de um pedaço de pedra em bruto, cinzento-carvão profundo, colhido pela CIGA Design na base do próprio Monte Evereste.




Com um design minimalista do mostrador e ponteiros tão pouco ortodoxos e com os únicos marcadores de horas e minutos relegados para a luneta, torna-se dificíl a leitura das horas em fotografias, mas a marca teve isso em atenção e colocou nos ponteiros com pequenos triângulos em baixo relevo para ajudar na orientação. Para além disso, ambos os ponteiros têm gravadas palavras inspiradoras - "coragem" para o ponteiro das horas e "exploração" para os minutos. Para rematar a Ciga colocou no ponteiro dos minutos umas pequenas bandeiras esmaltadas de cada um dos quatro grupos envolvidos na primeira cimeira do Monte Evereste em 1953 - Índia, Nepal, Grã-Bretanha e Nações Unidas.



Este Ciga vem equipado com o movimento de turbilhão central de corda manual CD-05, foi fortemente modificado pela marca e oferece uma reserva de marcha de 120 horas a um ritmo de 21.600 alternâncias por hora. Curiosamente, a CIGA Design esconde a maior parte do CD-05 por baixo de pontes gravadas com textos quase completos, deixando apenas o turbilhão e o tambor da corda visíveis nas imagens. A marca optou por realçar o turbilhão que de facto é uma novidade bastante atractiva, mas também seria bastante atractivo para os entusiastas terem mais acesso visual ao movimento.

Para completar este relógio, a bracelete em borracha preta apresenta emblemas em relevo que comemoram o 70º aniversário da primeira cimeira bem sucedida do Monte Evereste.



Características Técnicas



Caixa


Material: Titânio

Diâmetro: 47 mm

Espessura: 11,9 mm

Resistência à água: 30 metros

Vidro: Safira


Movimento


Calibre: CD-05 Turbilhão

Rubis: 33

Reserva de marcha: 120 horas

Frequência: 21.600 alt/h


Bracelete


Material: Borracha

Gravações: Em relevo que comemoram o 70º aniversário da primeira cimeira bem sucedida do Monte Evereste.


Preço


3400 euros


Mais informação no site oficial da Ciga

284 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page